Skip to main content

SOBRE A ARTE

O "Women’s Writing", Nüshu em chinês, é um sistema de escrita desenvolvido pela população feminina de pequenas aldeias da província de Hunan do Sul, sendo transmitido apenas entre estas mulheres. Tendo como base caracteres quadrados chineses, o Nüshu assume uma forma exótica, assemelhando-se a figuras dançantes. Para uma exposição durante a residência da artista no Swatch Art Peace Hotel, em 2018, foi iniciada uma sessão de mesa redonda de bordados, onde o público foi convidado a bordar os seus próprios caracteres Nüshu. Na parte de trás do tecido, os caracteres tornam-se ainda mais abstratos, tal como uma linguagem por direito próprio.
Do mesmo modo, no Japão, as mulheres desenvolveram um estilo de escrita simplificado a partir da escrita cursiva chinesa, conhecido como Onnade, que significa "Mão da Mulher" (mais tarde conhecido como Hiragana), para literatura de autor, comunicações privadas entre si e poemas waka. Os caracteres Kanji eram predominantemente utilizados por homens para escrever documentos oficiais. Os quatro lenticulares aqui apresentados demonstram a forma como os caracteres chineses foram "incorporados" na tradição japonesa Onnade.
O Onnade e o Nüshu surgiram e manifestaram-se de formas distintas. O Onnade acabou por impor-se e tornou-se a forma aceite de escrever em conjunto com os caracteres Kanji, enquanto o Nüshu chinês é agora uma prática em extinção considerada herança cultural. No entanto, em conjunto, contam a história da nossa herança e memória partilhadas, a forma como mulheres em diferentes países criaram a sua própria voz num ambiente limitador e patriarcal, e como as nossas comunidades e sociedades estão ligadas através deste ato engenhoso de desafio

SOBRE A ARTISTA

Nascida em 1990, Jessie Yingying Gong foi criada na China antes de ir estudar e viver na Europa, levando-a a adquirir um fascínio duradouro pelos temas da memória, identidade, símbolos e linguagem. A artista visual e fotógrafa expôs na Ásia e na Europa. Yingying Gong vive atualmente entre Xangai e Amesterdão.

Discover the world of Jessie Yingying