Skip to main content

SOBRE A ARTE

Aproveitando as suas experiências passadas de viajar e viver na China, há oito e dez anos, e voltando recentemente por Xangai e Chongqing, Tracey Snelling recolhe informações através do processo de deambulação, observação, participação e documentação. Sem se preocupar com a replicação exata, Snelling cria um mundo inspirado na China composto pelas suas próprias imagens e vídeos e por meios descobertos, incluindo um vídeo de rap de Chongqing do amigo da artista, Jin Cheng. Recolhe adereços e parafernália, colocando troféus e latas de cerveja Tsingtao num grande conjunto de edifícios, transformando-o numa vitrine para as suas lembranças. Uma réplica de uma mulher vista de joelhos com o rosto encostado à parede numa estação de metro em Chongqing deixa o observador, assim como a artista, a pensar se ela estaria profundamente concentrada na oração, meditação, realização de um ato político ou simplesmente a dormir. Edifícios de pequena escala, empilhados no alto de uma torre de luzes e sinalética, têm como base locais que Snelling visitou, documentados em vídeo da sua experiência pessoal. O bar secreto de Fuzhou Lu reproduz vídeos de Snelling e dos seus amigos a preparar bebidas com o proprietário do bar; um estúdio de tatuagens, num centro comercial próximo frequentado pelos "locais", mostra a artista a fazer as suas mais recentes tatuagens. A colagem de parede de grandes dimensões com vídeo é parte de um conjunto de instalações que Snelling denomina como "Clusterfucks", onde várias imagens e filmes originais e vídeos capturados se misturam num choque de cor, luz e turbulência. Os diferentes trabalhos da instalação jogam uns com os outros numa cacofonia de imagens, luzes e sons em camadas, capturando as complexas e variadas experiências de Snelling de um país caótico, belo e, por vezes, desafiador.

SOBRE A ARTISTA

Tracey Snelling nasceu em 1970 em Oakland, na Califórnia, e vive atualmente em Berlim. Através da utilização de escultura, fotografia, vídeo e instalação, Snelling transmite a sua impressão de um lugar, das suas pessoas e da sua experiência. A imagem cinematográfica representa frequentemente a vida real, na medida em que a imagem é filmada atrás das janelas dos edifícios, criando por vezes uma sensação de mistério e, outras vezes, enfatizando o mundano. O seu trabalho tem origem no voyeurismo, film noir e localização geográfica e arquitetónica. Snelling tem exposto internacionalmente em galerias, museus e instituições.

Discover the world of Tracy Snelling